Flash Preceitos

terça-feira, 1 de junho de 2010

As tentações de Jesus, o grande segredo para vencer o mal.

Aos amigos   do  Projeto A LiGa... Desculpe-me pela "sumida" pois estou passando por um momento.. ou melhor vários momentos de provações... Estou me santificando a DEUS  a cada dia mais... Sou um cara Fleomático mais sou muito temente a DEUS... DEUS é tudo em My Life... Ja faz um tempo que estou tentado a publicar essa matéria do evangélio de Mateus cap 4... Um tempo atrás ouvi um amigo meu e representante da LiGa (Daniel Timóteo) a pregar na igreja em que eu frequento e amei, ou seja, ví o poder de DEUS através dele nessa mensagem e gostaria de compartilhar com você ilmo leitor um pouquinho do que senti... 
"Antes de começar a ler..fechem os seus olhos e peçam a DEUS dicernimento para poderem compreender os maravilhosos ensinamentos de Cristo..."


MATEUS 4



1 Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo Diabo.
2 E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome.
3 Chegando, então, o tentador, disse-lhe: Se tu és Filho de Deus manda que estas pedras se tornem em pães.
4 Mas Jesus lhe respondeu: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus.
5 Então o Diabo o levou à cidade santa, colocou-o sobre o pináculo do templo,
6 e disse-lhe: Se tu és Filho de Deus, lança-te daqui abaixo; porque está escrito: Aos seus anjos dará ordens a teu respeito; e: eles te susterão nas mãos, para que nunca tropeces em alguma pedra.
7 Replicou-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus.
8 Novamente o Diabo o levou a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles;
9 e disse-lhe: Tudo isto te darei, se, prostrado, me adorares.
10 Então ordenou-lhe Jesus: Vai-te, Satanás; porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás.

Quando Jesus foi levado ao deserto para ser tentado, foi levado pelo Espírito de Deus. Não convidou a tentação, Ele foi ao deserto para estar sozinho, a fim de considerar sua missão e obra. Por jejum e oração se devia fortalecer para a sangrenta vereda que lhe cumpria trilhar.
Mas Satanás sabia que Jesus fora ao deserto, e julgou ser essa a melhor ocasião para se aproximar e tentá-lo, pois presumia-se que estaria fraco sendo um alvo mais fácil para ceder a tentação. Foi a vontade de Deus que aconteceu este episódio, não para ver se Jesus cairia em tentação ou não, mas para demonstrar sua vitória sobre o tentador.
As três tentações tiveram apelos, ao aspecto físico, mental e espiritual, confira:

Vamos analisar a primeira tentação: Mat. 4:3 e 4
“Se tu és o filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães. Respondeu Jesus: Não só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus.”
Quando o inimigo disse “Se tu és ...” Já se pode perceber que era o tentador.
A tentação de transformar as pedras em pães, era um apelo físico, ao apetite, como foi com Adão e Eva, de comer do fruto proibido. Satanás lançou esta tentação não pelo fato do apetite alimentar somente, mas sim esperando, que Jesus usasse uma única vez sua divindade em favor de si próprio.
Se o Filho de Deus cedesse a esta tentação, o inimigo teria um poderoso argumento para desanimar os homens, ele poderia dizer, veja como Jesus venceu as dificuldades, ele era Deus, qualquer dificuldade ele fazia um milagre para ele e pronto. Ele era Deus e fazia o que quisesse, você homem ou mulher não é Deus, por isto não consegue ser um cristão correto.
Mas Jesus, que era Deus revestido de Homem, venceu a tentação como homem. Ele disse “Está Escrito ...” Era um profundo conhecedor das Sagradas Escrituras, o que o habilitou, a como homem, vencer a tentação. Segredo para vencer este tipo de tentação: Negar-se a si mesmo e confiar em Jesus.

A segunda tentação: Mat. 4:5-7
Então o diabo o levou a cidade santa e o colocou sobre o pináculo do templo e lhe disse: “Se tu és o filho de Deus, lança-te daqui para baixo. Pois está escrito: Aos seus anjos dará ordens a teu respeito e eles te tomarão nas mãos, para que não tropeces em alguma pedra. Respondeu Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus.”
Quando o texto diz “ o levou a cidade santa”, entende-se que ele foi levado a cidade de Jerusalém, e o pináculo do templo, entende-se que era uma das alas mais altas do templo de Herodes. Deus permitiu que ele fosse levado, para que em tudo fosse tentado.
Esta segunda tentação vem apelar ao aspecto mental, a vontade de conseguir, a presunção. Impressionar as multidões com a queda e o livramento divino, era a intenção do tentador. Mostrar quantos poderes Jesus como Deus, tinha a sua disposição. Mais uma vez ele é tentado a usar o poder divino a seu próprio favor. Deus evitaria qualquer desastre. Um homem por exemplo, poderia colocar a mão no fogo e queixar-se que Deus não evitou que o fogo o queimasse. A fé reivindica as promessas de Deus, já presunção as reconhece mas tende a usá-las como pretexto para a transgressão. Adão e Eva, também passaram por isto, pois o fruto era agradável aos olhos, induzindo a presunção, liberdade de uma eterna restrição. Segredo para vencer este tipo de tentação: Vigiar com muita atenção os sentidos que levam as coisas ao nosso cérebro: aquilo que vemos, ouvimos, comemos, etc.
A terceira tentação do deserto, que não foi a última, pois Jesus teve muitas outras tentações em seu ministério entre os homens, o próprio Getsêmani foi uma dura provação para Cristo, vencer pelo sofrimento e pela cruz ...,
mas a terceira tentação do deserto, apelou ao aspecto espiritual, de adoração. Cap. 4:8-10
“Levou-o novamente o diabo a um monte muito alto, e mostrou-lhe todos os reinos do mundo e seu esplendor. E lhe disse: Tudo isto te darei se prostado, me adorares. Então Jesus lhe disse: Vai-te Satanás! Pois está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás.”
O fato de Satanás levá-lo para este lugar alto, mostra que foi permitido que Jesus fosse tentado em tudo, com está escrito em Hebreus 2:17 e 18 “Convinha que em todas as cousas se tornasse semelhante aos irmãos, para ser misericordioso ... Pois aquilo que Ele mesmo sofreu, tendo sido tentado, é poderoso para socorrer os que são tentados.”
Não significa que os anjos ou Deus o abandonaram por completo, mas sim, que foi permitido que como homem, Jesus fosse tentado em tudo.
O inimigo mudou Jesus de lugar, mostrou todos os reinos deste mundo e seu esplendor, numa visão especial, para que num curto espaço de tempo, ele fosse alvo dos mais sutis e completos ataques do inimigo, por isto pode se dizer que em tudo foi tentado, mas sem pecado. Que lugar alto era este, ninguém pode precisar, mas o fato é que, Ele pôde ter uma visão de todos os reinos do mundo.
Não era nenhum dos outros anjos caídos que tentava a Jesus, era o próprio Satanás. Aqui nesta terceira tentação ele se revela por completo.
Nesta tentação, Satanás queria mostrar que por este modo, “se prostado me adorares.” Jesus poderia evitar a cruz, e conquistar então o reino do mundo de outra forma, que agradaria mais aos judeus.
A essência desta terceira tentação, era o aumento da estima própria e prestígio, sujeição da alma por amor as vantagens do mundo. Lembre-se, que no Éden a tentação do casal, diz que o fruto era desejável para dar entendimento. A satisfação material, obter as coisas deixando de lado a Deus, este é o cerne desta terceira tentação. O segredo para vencer este tipo de tentação, é buscar primeiramente o Reino de Deus e sua justiça.
Resumindo, a primeira tentação teve que ver com o apetite, a segunda com a presunção e a terceira com o amor ao mundo.
Nunca um homem terá tão fortes tentações como teve Jesus. Pois ele foi em tudo tentado. E a maneira de vencê-las ficou para seguirmos o exemplo: Cristo resistiu usando as Escrituras. Não usou nenhum poder divino, ou outros argumentos divinos, Ele apenas usou as Escrituras. Se as Escrituras forem bem estudadas e seguidas, o cristão terá o que precisa para vencer as tentações do inimigo. Após vencer as tentações, diz a Bíblia, que o inimigo se retirou, e então os anjos de Deus vieram e o serviram.




Nota:  A condição da vitória é o discernimento do Espírito, apoiado em um estilo de vida santificado  
 
Um Grande Abraço


By: Tiago Gonçalves...

1 comentários:

Alexandre Pitante disse...

Paz,

Parabéns, pelo seu trabalho neste blog. Que Deus em Cristo Jesus continue lhe abençoando poderosamente.

Estou seguindo o vosso blog.

Aproveito pra lhe convidar a visitar meu blog também. Avivamento pela Palavra é um blog voltado aos amantes da Bíblia sagrada como Verdade Absoluta e que só através Dela seremos mais crentes e mais cheios do Espirito Santo. Comente, pois seus comentários são muito importante para mim poder estar sempre em melhorias no meu blog.

http://www.alexandrepitante.blogspot.com/

Siga-nos também.

Fica com Deus.
Abraço em Cristo, Alexandre Pitante.

 
© 2011-2012 'Preceitos ®' Por T.A.M.G.